Alô, homem: sem diversidade, #nãotemconversa
Assine o compromisso

 – POR QUE #NÃOTEMCONVERSA –

 

A presença exclusivamente masculina, ou seja, a falta de diversidade de gênero em debates, painéis, palestras e eventos é notável na maioria das áreas: política, ciência, tecnologia, negócios, artes, dentre outras. E comum a justificativa de que o foco está na qualidade, relevância, experiência dos convidados, independente do gênero.

“Não conseguimos pensar em mulheres que estejam em evidência nessa área”. “precisamos de grandes nomes para atrair o público”, “convidamos os melhores nomes no assunto”…

Você já parou para pensar que toda essa história “dos melhores no assunto” é um círculo vicioso de manutenção de privilégios? O acesso aos espaços de fala fica concentrado em quem tem sempre a oportunidade de aprimorar sua fala, seu portifólio, sua rede de contatos. Quem fala mais é tido como aquele que fala melhor.

Convidar mulheres, portanto, contribui determinantemente para que surjam novos nomes, novas pessoas “melhores no assunto”. E, com elas, chegam novos pontos de vista sobre diferentes assuntos. A diversidade na composição dos espaços de debate gera diversidade de perspectivas e permite que novas percepções sejam construídas. A pluralidade das mesas permite a pluralidade de abordagens. E toda conversa ficará infinitamente mais rica quando os debates compostos predominantemente por homens, pouco a pouco, se tornarem algo do passado.

O feminismo é a luta das mulheres, protagonizada pelas mulheres. Contudo, o convite do #nãotemconversa é para os homens, especialmente os homens cis, brancos, heterossexuais, de classe média ou classe média alta. Esses homens que têm acesso privilegiado aos espaços de produção de conhecimento e às rodas de debate. E que, ao reconhecerem como legítimo e urgente o combate ao machismo, podem ser agentes de mudança de extrema relevância.

Vocês, homens, podem fazer diferente e fazer diferença!

Amigo: assine o compromisso de NÃO participar de debates, painéis, palestras e eventos formados apenas por homens, nem de eventos que só tenham palestrantes homens na programação. Só com homens, #nãotemconversa!
O #nãotemconversa tem como foco a diversidade de gêneros. Mas reconhecemos que diversidade é mais. Apoiamos todas as demais lutas por diversidade. Nossa meta é que todos os espaços de discussão sejam plurais, diversos e coloridos.

– ASSINE O COMPROMISSO –

Eu me comprometo a não participar de debates, painéis, palestras e eventos que tenham apenas homens nas suas listas de debatedores e palestrantes.

Eu me comprometo a me informar e refletir criticamente sobre o espaço de fala destinado às mulheres e à diversidade de gêneros nos eventos para os quais for convidado (como debatedor ou palestrante), usando essa reflexão para orientar minha resposta ao convite.

Eu me comprometo a levantar essa discussão mesmo quando aceitar um convite para ser o único palestrante de um evento, influenciando a organização a repensar seus critérios.

Assine o compromisso

Eu me comprometo a não participar de debates, painéis, palestras e eventos que tenham apenas homens nas suas listas de debatedores e palestrantes.
Eu me comprometo a me informar e refletir criticamente sobre o espaço de fala destinado às mulheres e à diversidade de gêneros nos eventos para os quais for convidado (como debatedor ou palestrante), usando essa reflexão para orientar minha resposta ao convite.
Eu me comprometo a levantar essa discussão mesmo quando aceitar um convite para ser o único palestrante de um evento, influenciando a organização a repensar seus critérios.

[signature]

assine
855 assinaturas

compartilhe

   

Últimas assinaturas
855Renato AlmeidaProfessor de Direitomar 18, 2017
854franciane marie ribeiroempreendedormar 10, 2017
853Gabriela AndradeAdvogadamai 02, 2016
852Bebete IndarteMantelzorger abr 18, 2016
851José Luís BlaszakAdvogado abr 15, 2016
850Delmiro CamposAdvogadoabr 15, 2016
849Cristiane Brasileiroprofessoraabr 11, 2016
848Silvana Henrique SilvaAdvogada mar 28, 2016
847Jennifer DamazioEstudantemar 27, 2016
846Patricia Carvalho Advogadamar 27, 2016
845jhonatha santana pereiraacademicomar 12, 2016
844Rafael Cesar da CorrêaProfessormar 12, 2016
843Fabio Magalhães CandottiProfessor de Ensino Superior e Sociólogomar 11, 2016
842Ivana MouraEstudante Ciências Sociaismar 09, 2016
841Edmar BrostulimProfessormar 09, 2016
840Marcelo PazAntropólogo mar 08, 2016
839André Danny Rodrigues Mello RodriguesAssistente Administrativomar 08, 2016
838EDILENE COFFACI DE LIMAprofessoramar 08, 2016
837André Luiz Fernando neves de Aguiar Neves Aguiar assistente administrativomar 08, 2016
836Wanrley Rodrigues técnico em Contabilidade mar 08, 2016
835Marco TobónEstudantemar 08, 2016
834Irison Rodrigues NevesEstudar, Pesquisar, sair... debates e etc.mar 08, 2016
833Diego Amoedoestudantemar 08, 2016
832Rose Mary Louzada Gomesprofessora universitáriamar 08, 2016
831Alex RegisCientista Socialmar 08, 2016
830Diones Lima de Souza Bolsista CNpqmar 08, 2016
829Italo Barbosa Lima SiqueiraCientista Socialmar 08, 2016
828Thiag De Lima OliveiraAntropólogo mar 08, 2016
827Igor Braga de SouzaEditor Gráficomar 08, 2016
826Hector Rolando Guerra HernandezProfessor de História da Áfricamar 08, 2016
825Joao Rickliantropólogomar 08, 2016
824Luís Miguel Barros Silva Estudante mar 08, 2016
823Alexandre Di Miceli da SilveiraPalestrantefev 28, 2016
822Wellington Santos SilvaEmpreendedorfev 18, 2016
821Heitor Amaral Pereira Estudantefev 15, 2016
820Arthur Galvão SerraPsicólogo e professorfev 11, 2016
819Fernando Augusto NicolaArtefev 04, 2016
818Pedro Erik CorreiaDesigner de Artes Visuais fev 04, 2016
817Gustavo BonfiglioliRedatorjan 27, 2016
816Rodrigo TurraPublicitáriojan 27, 2016
815Felipe Alejandro Guerrero RojasEconomistajan 27, 2016
814amdréa peixotoadvogadajan 09, 2016
813Andrex Almeidapublicitário, fotógrafojan 04, 2016
812Renato Vasconcellos GomesPublicitário, Desevolvedor de Software e Agile Coachdez 16, 2015
811Rodrigo Ortiz VinholoPublicitário e Escritordez 16, 2015
810JOSÉ CARLOS MENEZES DA SILVAAdvogadodez 11, 2015
809Lucas Alves GomesProdutor Cultural dez 09, 2015
808Leonardo GalaniSoftware Test Engineerdez 08, 2015
807Leonardo GalaniAnalista de QAdez 08, 2015
806Handrus NogueiraBusiness Development & Consultantdez 07, 2015

– SOU MULHER E QUERO CONVERSA –

 

A gente também!

Estamos felizes com a repercussão do #nãotemconversa – tanto junto às mulheres que lutam por oportunidades paritárias, quanto junto aos homens sensíveis ao machismo nosso de cada dia. Isso mostra que há uma grande demanda na nossa sociedade por diversidade de gênero em debates, painéis, palestras e eventos.

O #nãotemconversa surgiu como uma ferramenta de reflexão e um chamado aos homens para se comprometerem a mudar a cara dos inúmeros eventos em que se produz e compartilha conhecimento. Acreditamos que esta ação dos homens contra o machismo é eficaz, já que eles têm o poder de abrir mão de seus privilégios.

A ideia, portanto, não é louvar os homens sensíveis à nossa causa, mas contarmos com eles como agentes mobilizadores pelo compromisso público assumido.

E queremos mais! Não queremos falar só com os homens. Queremos que mais mulheres como nós se juntem a esse movimento e somem esforços com a gente.

Você, mulher, que quer conversa: vamo que vamo. Segue um convite para construir junto, para além de divulgar nossa luta e convencer os homens à sua volta a assinar, se comprometer e colocar o compromisso em prática e dividir com o mundo suas experiências.

Participe da comunidade #temconversa do Facebook

Este é um espaço para discutirmos a questão de gênero e estratégias para o empoderamento feminino com liberdade. Para nos conhecermos e nos apoiarmos em nossas iniciativas. Este é também um espaço para sugestões de novas ações. Vamos debater juntas o futuro do #nãotemconversa?

Queremos dar os primeiros passos para a construção de um processo colaborativo e coletivo que permita a todas que quiserem se envolver na comunidade #nãotemconversa decidir o seu futuro.

Homens comprometidos e mulheres dispostas a trocar ideias e experiências podem transformar a realidade. Assim, tem conversa!

Sejam bem-vindas, amigas!

 

Daniela Silva

Criadora e (des)organizadora da RodAda Hacker

Gabi Juns

Jardineira do caos na Escola de Ativismo

Daniela Teixeira

Entusiasta ativa de micro revoluções

Manoela Miklos

Internacionalista, feminista, paulista e prefere o Paul

Fer Shira

Mentora de hackerismos feministas, como a FemHack

E muitas mais!

Ideias, diálogos, correções e amor:
Ana de Souza Dantas,
Carolina Munis
Juliana Moura Bueno
Luc Athayde-Rizzaro
Mariana Patrício
Nessa Guedes
Talita Noguchi
Uva Costriuba